A Dona do Pedaço: Josiane é condenada a 30 anos de prisão por assassinatos

0

Em A Dona do Pedaço, Josiane (Agatha Moreira) estava crente que seria inocentada no julgamento. Seu advogado lhe acenou com muitas possibilidades de sair livre, no entanto, o juri decidiu pela condenação da filha de Maria da Paz (Juliana Paes), que não reage nada bem à notícia.

“A ré está condenada à pena máxima. Cumprirá trinta anos, de acordo com a lei em solo nacional. Peço que seja conduzida ainda hoje a um presídio onde cumprirá a pena em cela comum. Este tribunal está encerrado”, sentencia o juiz.

Chocada, Josiane grita, esperneia e alega inocência nos assassinatos de Jardel (Duio Botta) e Lucas, além de tachar a defesa de incompetente.

“Idiota, disse que eu ia ser inocentada”, reclama ela.

Josiane é encaminhada ao presídio. E Maria se desespera com a condenação da filha, reiterando que nunca vai desistir da menina.

Téo perde a cabeça e, no tribunal, diz que ama Josiane

Em A Dona do Pedaço, mesmo após Josiane (Agatha Moreira) tentar matar Téo (Rainer Cadete), o fotógrafo ainda ama a aspirante a digital influencer e fala em alto e bom som sobre seus sentimentos ao depor no tribunal.

Ao ser questionado pelo advogado de defesa, Téo admite que a amava muito e não gostou de ser passado pra trás por ela e que cogitou, sim, uma forma de se vingar de Jô.

Essa é a deixa para a defesa confundir a cabeça do fotógrafo, que deixa a emoção fluir.

“Não é estranho que no dia em que foi ferido no motel, onde foi com uma mulher, essa mulher tenha dado um documento com o nome de Letícia Magalhães? Aqui está nos autos. A pessoa que foi com o senhor ao motel chamava-se Letícia e ofereceu documentos de identidade com esse nome. Era a Josiane ou está mentindo para se vingar?”, instiga o magistrado.

“Não tem provas que fosse ela. No motel está registrada outra pessoa. Senhores jurados, concordo, é feio o que a ré fez, usou o rapaz como namorado de fachada. Mas isso não faz dela uma criminosa. É só uma história de amor que não deu certo. Quem está cometendo um crime aqui é ele, o fotógrafo. Crime sim, por falsa acusação. Quer se vingar da maneira mais abominável”, complementa ele.

Téo se desespera e fala sem pensar:

“Não. Eu… eu não queria dizer essas palavras. Ainda agora eu olho pra Jô… e sinto uma imensa emoção. Eu… eu ainda não consigo acreditar que tentou me matar, Jô. Eu… eu te amo.”

Yohana (Monique Alfradique), que ensaiava um namoro com o fotógrafo, assiste à cena e dá o relacionamento por encerrado:

“Eu não acredito no que ouvi. Você disse que ama a Josiane. Você é maluco, ela mentiu pra você, ela tentou te matar, mas você ainda ama a Josiane? Eu pensei que a gente tava se envolvendo. Eu fui ao hospital. Eu consegui segurança pra você, quando teve internado, porque tinha medo que a Jô te matasse e, no entanto, eu sentia essa atração tão intensa… eu fui atrás da Josiane… não foi só porque era minha obrigação, mas porque… eu queria que você se livrasse dela. Você tinha a foto, a prova… e ela ia querer te matar… e eu não queria que nada acontecesse a você.”

O fotógrafo tenta argumentar, mas prefere ser sincero.

“Me perdoa. A gente não manda nos sentimentos, não é? Yohana, eu queria te amar… eu tentei… se você souber esperar…”, alega Téo, que ganha um não da policial:

“Esse amor pra você é como uma doença. Tem que se livrar. Mas não sou eu que vou te curar. Eu… eu também quero ser amada. Eu te desejo tudo de bom. Mas não vou ficar esperando, tentando…”

Confira mais detalhes e babados dos famosos AQUI.