Mãe que sofre da Síndrome de Pica conta sua rotina há mais de 15 anos

0

Tudo começou após o nascimento do seu quinto filho, Lisa Anderson começou com um distúrbio alimentar e não consegue passar um dia sem comer talco em pó.

Aos seus 44 anos de idade, ela revela que já tem esse distúrbio a mais de 15 anos, e somente depois de 10 anos viciada ela resolveu pedir ajuda profissional.

(Foto: Reprodução)

Lisa é mãe de 5 filhos e disse que consegue ingerir cerca de mais de 200g de talco em pó por dia, e que conseguiu esconder de toda sua família este segredo por cerca de uma década, até que resolveu pedir ajuda ao seu marido, que disse que sempre desconfiava de suas idas constantes ao banheiro enquanto ele estava em casa.

Ela chegou a dizer em reportagem que acorda cerca de 5 vezes na noite só para comer o talco em pó.

“Lembro de me sentir realmente atraída pelo cheiro. Agora não posso ficar sem isso. Eu subo e pego um pouco a cada meia hora. Eu realmente não posso passar meia hora sem ele” disse Lisa em entrevista ao Daily Mail.

Ela afirma gastar mais de 42 mil reais por ano somente para consumir esses produtos, e diz que só compra da linha Johnson’s Baby, que é o seu favorito.

Quando ela resolveu pedir ajuda, o seu marido entendeu a situação que sua esposa estava passando, apesar de dizer que sempre desconfiou de algo, mas que nunca sabia de nada concreto, pois era difícil acreditar que alguém pudesse comer talco em pó, ou qualquer outro produto que não fosse para ser usado em nossa alimentação, logo após procurarem especialistas, Lisa foi diagnosticada com um distúrbio alimentar chamado alotriofagia ou Síndrome de Pica.

A doença nada mais é do que uma necessidade constante de mastigar algo que não tem nenhum valor nutricional para a gente, como gelo, papel, giz, argila, poeira e coisas sem valor nenhum em nossa alimentação. No caso da Lisa, seu problema era com o talco.

(Foto: Reprodução)

A Síndrome de Pica também pode ser considerada uma insanidade mental, e pode ser tratada com a ajuda de um psiquiatra pois pode vir junto com autismo e esquizofrenia, mas também pode estar relacionado ao TOC ou estresse.

Vale lembrar que o talco é um produto altamente cancerígeno, e que inclusive grandes empresas já tiveram que pagar indenizações bilionárias a usuários que alegaram ter pego câncer ou outros problemas de pele devido ao uso do produto, agora você imagina usar esse mesmo produto como alimento, o quanto não deve ser prejudicial e perigoso para nossa saúde.

Desejamos melhoras para Lisa Anderson, e que ela consiga se curar desse vício um tanto quanto curioso, mas muito preocupante.