Madrasta, padastro e tias de Michelle Bolsonaro receberam auxílio emergencial e situação causa polêmica

0

O benefício do auxílio emergencial destinado pelo governo federal aos mais necessitados para ajudar na pandemia do novo Coronavírus acabou fazendo com que os opositores do governo entrassem em mais uma discussão polêmica logo após saber que familiares da primeira dama se cadastraram e receberam o benefício, pelo menos 5 familiares de Michelle se cadastraram e tem recebido o auxílio.

(Foto: Reprodução)

Dois são moradores de Ceilândia, uma região considerada bastante pobre de Brasília, e dois moram em Sol Nascente, que é uma favela, sendo considerada uma das maiores favelas da América Latina.

Entre os parentes que receberam o auxílio, segundo consulta feitas pelo site do próprio governo federal estão o padastro de Michelle Bolsonaro, Antônio Wilton Farias Lima, e a madrasta, Maísa Torres Antunes. Ela nunca escondeu a realidade humilde em que eles vivem, que sempre demonstrou viver em extrema desigualdade com a realidade do país.

Antônio é casado com a mãe de Michelle Bolsonaro, a dona Maria das Graças Firmo Ferreira, com quem tem mais 3 filhos.

Mais parentes da primeira dama se cadastraram e estão recebendo o auxílio, são as tias de Michelle, Ângela Maria Firmo Ferreira, Aparecida Firmo Ferreira e Maria de Fátima Firmo Ferreira.

O benefício é destinado a pessoas de baixa renda que estão desempregados e precisando de algum tipo de renda para sobreviver, e até mesmo conseguir manter um alimento dentro de suas casas, existem regras para que as pessoas sejam capazes de conseguir serem aprovados e receber.

A oposição se manifestou contra essas atitudes, mas não existem indícios que comprovem que a família da primeira dama não esteja apta a receber seu benefício, tendo em vista que eles são realmente muito pobres, mas vale lembrar que um dos requisitos é que a renda pessoal seja de até 522 reais, e a renda familiar não ultrapasse de 3 salários mínimos, 3135 reais.

(Foto: Reprodução)

Michelle não se manifestou sobre o assunto, mas várias reportagens mostram que a família da primeira dama vive de forma bem humilde em favelas, o que causa uma certa revolta em algumas pessoas, justamente por ela ter condições financeiras de poder dar uma vida melhor para que seus familiares não enfrentem tantos problemas financeiros.

Vários problemas afastam a primeira dama de sua família, como problemas na justiça que envolvem a mãe e a avó de Michelle Bolsonaro, que respondem processos por estelionato e até mesmo tráfico de entorpecentes no passado.