Mãe do Miguel não sabia que era funcionária da prefeitura de Tamandaré

0

Mirtes perdeu seu filho Miguel por negligência de sua patroa, e agora acabou de ficar sabendo que caiu em um golpe, após uma consulta ao Portal da Transparência de Pernambuco, o nome de Mirtes constava como funcionária da prefeitura da cidade onde Hacker é prefeito, e ele nada mais é do que o marido da assassina do seu filho.

(Foto: Reprodução)

Mirtes disse em entrevista ao site UOL hoje pela manhã que não sabia que o seu nome constava no cadastro da prefeitura como funcionária, sendo que ela já prestava serviços para família a mais de 4 anos.

“Estou surpresa com essa informação. Eu trabalhava na casa deles, a minha mãe também ia quando a família ia para Tamandaré. A gente se revezava em cuidar da casa e das crianças” disse ela em entrevista.

Os dados do Portal da Transparência não mentem e o nome de Mirtes consta como funcionária da prefeitura, ou seja, o povo que pagava para que o prefeito pudesse tê-la como funcionária doméstica particular.

Mirtes consta como funcionária da prefeitura desde fevereiro de 2017, mas consta que não compareceu nenhum dia no serviço, assim como em diversos outros cadastros também aparecem a mesma coisa, muitas pessoas constam como funcionários mas não tem um dia de presença no trabalho.

A prefeitura de Tamandaré se manifestou sobre o assunto e emitiu uma nota dizendo “Recebemos uma solicitação de informações pertinentes à sra. Mirtes Renata, do Ministério Público, e na próxima semana falaremos a respeito”

Será que mediante a tantos crimes cometidos essa família vai sair ilesa só pelo fato de terem dinheiro e poder?

Queremos #JusticaPorMiguel