Mulher de dono da Embelleza diz que empresa não apoia causa racial e marca se esquiva. Entenda!

0

A youtuber e apresentadora Monique Elias, que ficou conhecida por ser a primeira-dama da Embelleze, causou polêmica ao falar em uma live com onde deu a entender que seu marido, Itamar Serpa Fernandes, dono da marca que nasceu na Baixada Fluminense e tem a maior parte de suas cliente mulheres negras, não apoia movimentos anti-racistas porque a causa afetaria o bolso do empresário.

“Eu só vejo isso (nesse momento ela faz gesto de dinheiro com os dedos) em quem consome. O Itamar me respondeu que ele não entra em bola dividida. Eu acredito que é muito fácil ficar em cima do muro, Cris. As pessoas não se posicionam sabe por quê? Porque toca na ferida, a ferida é o bolso. Infelizmente”, afirmou Monique ao ser questionada sobre o motivo pelo qual a marca não se posicionou sobre os atos contra o racismo no mundo.

Monique Elias e Itamar Serpa se casam em cerimônia luxuosa com ...

De acordo com a coluna do Leo Dias no Metrópoles, a Embelleze é avaliada em R$ 1 bilhão e nasceu como uma pequena fábrica de alisantes para cabelos até se transformar num império de produtos de beleza durante a ascensão da classe C. Só em 2017, a marca chegou a faturar R$ 500 milhões em um ano.

Procurada pela Coluna do jornalista, a empresa se esquivou de falar especificamente da causa negra e não citou opiniões pessoais de Itamar, apenas relembrou campanhas de pluralidade feminina e disse ter sido a primeira empresa nacional a dar opção para a mulher cacheada.

“Eu não sigo ele nas redes sociais porque eu faço a ele questionamentos de que ele tem que se posicionar a favor da raça… A partir desse momento eu deixo de te seguir e quando você estiver com a mente aberta para me ouvir e me dar uma oportunidade porque quero falar pra você de história real e falta de oportunidade. Isso me dá raiva de verdade, uma raiva absurda. Eu não sou militante como as pessoas falam, até gostaria de ser”, desabafou Monique durante a entrevista e revelando que não acompanha mais o marido nas redes pela falta de posicionamento a favor da luta das pessoas pretas.

Leia o posicionamento da Embelleze na íntegra:

“A Embelleze sempre abraça a beleza das diferenças. Isso está em nosso DNA desde os primeiros produtos. São mais de 50 anos tendo como missão transformar a vida das mulheres brasileiras por meio da beleza. Sempre estivemos atentos à voz de nossas consumidoras e de nosso público.

Em 2015 fomos a primeira empresa nacional a dar opção para a mulher cacheada se empoderar. O mundo se empoderou e fizemos parte disso. Entendemos que o cabelo é a identidade da mulher e que ela tem o direito de escolher manifestar sua beleza da forma que quiser, quando quiser e onde quiser.

Estamos fazendo a diferença na vida de milhões de brasileiras e vamos continuar firmes em nossa missão, lançando produtos de qualidades e que possam auxiliar nossas consumidoras nas escolhas delas.