Após companhia aérea não permitir que pai e recém-nascida viajassem de avião, uma desconhecida generosa os levou para casa

0

Uma história linda comoveu o mundo recentemente. Diversas pessoas têm boas intensos e o desejo de ajudar, mas poucas põem em prática por diversos motivos particulares. Já a senhora da história, deu uma grande lição de bondade.

Quando Rubin Swift pegou sua bebê recém-nascida no Arizona depois de ganhar sua custódia, ele queria levar a pequena de volta para casa em Cleveland, Ohio. Infelizmente, a bebê não tinha idade suficiente para voar de acordo com a política da Frontline Airlines. Não tendo para onde ir para passar os três dias extras que a sua bebê precisava para ter idade suficiente para entrar no voo, Swift foi acolhido inesperadamente por uma desconhecida bondosa.

Viajar de avião é um pesadelo totalmente diferente para os pais. Voar sempre pode ser um momento estressante, mas quando um bebê está envolvido, o estresse aumenta dez vezes. Em um avião, você não precisa apenas lidar apenas com seu filho. Também é preciso lidar com os outros passageiros quando a criança inevitavelmente os irrita.

Um pai de Ohio descobriu em primeira mão sobre o estresse de viajar com uma criança em um avião. Segundo a ABC News, Rubin Swift recebeu recentemente a custódia da sua filha, então ele voou de Ohio para o Arizona para buscá-la.

Quando ele providenciou o voo de volta, comunicou à companhia aérea, assegurando que tinha a papelada adequada necessária para trazer a criança de volta. Apesar dos seus esforços, a companhia aérea não deixou que ele e a filha voltassem a entrar no avião.

Naturalmente, Swift pediu o seu dinheiro de volta, mas a companhia aérea disse que demoraria sete dias para ele receber um reembolso. A companhia aérea também lhe disse que uma criança precisa ter ao menos sete dias de idade para poder entrar nos seus aviões. Isso deixou Swift e sua filha presos no Arizona, sem dinheiro, carro ou lugar para ficar.

Felizmente, Joy Ringhofer veio ao seu amparo. Joy foi a enfermeira da bebê durante os primeiros dias de vida da criança. Ela criou laços com a neném antes mesmo do pai conhecê-la. Ela convidou Swift e a filha para se hospedarem na casa dela, onde ficaram até conseguirem voar de volta para casa.

Swift falou que manteria contato com a Joy, prometendo até trazer a criança de volta para visitá-la um dia. O pai e a filha acabaram conseguindo voar de volta para Ohio para começar a vida juntos.

Swift disse à CBS News:

“Ela sabia muito pouco sobre mim, mas mesmo assim, me acolheu. A cor não foi um problema para ela… Ela cuidou de mim, por isso estou agradecido”.