Skip to main content

Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia!

Uma suposta carta deixada pelo assassino da professora Elisabete Tenreiro foi exposta ontem no Balanço Geral, da Record.
Publicidade

Um crime chocou o Brasil essa semana, quando um adolescente de apenas 13 anos assassinou uma professora com facadas e feriu seus colegas dentro de uma escola em São Paulo.

Uma carta foi deixada por esse adolescente de 13 anos, que matou sua professora com várias facadas e deixou vários colegas feridos dentro da escola na manhã dessa segunda feira (27), na Escola Estadual Thomazia Montoro, Zona Oeste de São Paulo.

A carta foi apresentada pelo Jornal Balanço Geral, que é exibido pela TV Record.

O assassino acabou com a vida da professora Elisabete Tenreiro, de 71 anos de idade, segundo sua filha, ela era uma professora exemplar e seu maior presente enquanto viva, era saber que algum de seus alunos conseguiu alcançar algum objetivo na vida, como passar em uma grande universidade ou se formar para seguir uma profissão.

Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia!
(Foto: Reprodução)

Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia!

Essa era a nossa guerreira, Elisabete Tenreiro, de 71 anos, professora da Escola Estadual Thomazia Montoro, que foi brutalmente assassinada nesta segunda-feira, após ser esfaqueada por esse aluno dentro de sua sala de aula. Segundo uma das filhas, elas tinha a educação como missão e era querida pelos alunos das escolas por onde passou: “Ela era uma pessoa dedicada a lecionar, como propósito de vida. Ela achava que ela tinha essa missão, em um país com tanta falta de educação, se ela pudesse mudar a trajetória de um aluno, ela já ganhava com isso. Ela era muito querida por onde ela passou.”, disse sua filha, em entrevista.

Na carta, que foi exibida pela Record, o assassino diz que teria um “motivo maior” e também se desculpa com seus familiares pelo ato covarde no qual praticou: “Mãe, irmão, tia, vó, me desculpem por decepcionar vocês. Sei que não fui o que esperavam, sinto muito… Mas estou lutando por uma causa maior. Guardei muita tristeza e dor ao longo de todos esses anos, mas ninguém percebeu porque eu sempre coloquei um sorriso na cara independente da situação que eu estava passando. Estou planejando isso desde os 11 anos e não desistirei agora.”, dizia ele, no papel.

Logo após o ataque, ele explicou que os motivos para a real motivação seria o ódio, tristeza e o bullying que ele vinha sofrendo por vários anos, segundo ele, tudo já estava planejado desde que ele tinha 11 anos de idade e só foi colocado em prática agora, aos 13 anos.

Essa é a foto da carta que supostamente foi escrita pelo adolescente antes do crime

Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia! 62
Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia!
Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia! 64
Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia!
Aluno que cometeu crime contra professora deixou uma carta antes do ato. Leia!
(Foto: Reprodução)

Fonte: RecordTV / Balanço Geral